Asia Japan Osaka

SLEEPING IN A CAPSULE HOTEL, IN JAPAN

Since you are reading this post, I assume that you are interested in knowing how sleeping in a capsule hotel feels like 🙂
When I was planning my trip to Japan, I knew that I had to sleep in a capsule hotel to ensure full immersion in Japanese modern culture. On the other side, to fully engage with the traditional part, I would have to stay at a Ryokan too (traditional Japanese inn).

I decided for The Capsule Hotel Asti Dotonbori located in the centre of Osaka.

First of all, it was super cheap. My husband and I payed less than 50€. Also, man and women don’t sleep together, each has their floor. Capsules are made for one person only. If you smoke, you also have a men smoking floor or a women smoking floor.

Unfortunately, I couldn’t take pictures of common areas, only of the inside of your own capsule. Now, let me describe all the steps since the beginning:

  • After arriving in Osaka, we headed to the hotel, which is close by the Namba Station.
  • Once there, the lady in the reception gave us a bracelet with a key, a chip, and a number. In this moment we paid our stay. (She also gave us a bottle of water and some goodies for ‘breakfast’).
  • With the bracelet chip we were able to get onto the common area where my husband left his shoes in the shoes-lockers, putting on the slippers. Afterwards we kissed farewell, as we headed each to our own floor and said “see you tomorrow!” 😦
    The no-smoking women floor is on the same floor of the reception.
  • Into the “ladies” floor, I found the ladies locker-shoes room.
  • After that, I kept going and opened other door and I arrived at the main lockers room, where I would leave my belongings, clothing, etc. Inside my locker (same number of my bracelet) I found a towel, a toothbrush, and a pajama. I kept my luggage there, and went to the bathroom to change my clothes, as that place has some cameras for security reasons.
  • From the lockers room and into the resting area,  I found my self face-to-face with all the capsules! 🙂 It was a two-level system of numbered capsules, and I was staying at one of the top (thank god!).  I climbed the short stairs and from inside it looked to be a 2 meter-long and 1 meter-wide capsule. It was actually quite big! (The capsule number is the same as the bracelet number).
    The capsule had a good mattress, soft bed shits, a comfy pillow, a portable wifi to use outside, a mobile phone charger and a USB port, a television, an alarm clock, a fan to adjust the capsule temperature, and also headboard lights! Pretty cool!
    The in and out of the capsule was not door but a curtain. Which was cool to prevent claustrophobia 🙂 It closes well and you stay in full dark, you don’t have to be worried.
  • After checking all the amenities, I walked to the bathroom, through the capsules corridor. There I found individual showers with cabins to dress up, toilets, lavatories with individual air dryers, and a variety of good products for your hygiene and beauty (from the well-known Japanese brand Shiseido).  Amazing!
    And, at a corner, they also had a computer and a printer!!

Some last notes:
The place has free wifi.
In the reception they provide earplugs, which I strongly recommend you to use.
Never leave your stuff in the capsule when you are out. Leave them at the lockers.

In the end, it was a unique experience and a must do while in Japan.
I slept very well, better then in my hotel stay in Kyoto. 😉
I recommend this capsule hotel, hands up!

Se está a ler esta publicação, suponho que está interessado em saber como é dormir num hotel cápsula. 🙂
Quando estava a planear a minha viagem ao Japão, sabia que tinha que dormir num hotel cápsula para garantir uma imersão total na cultura moderna Japonesa. Do outro lado do espectro, para me envolver completamente com a parte tradicional teria que ficar num Ryokan (casa tradicional Japonesa).

Decidi-me por o  The Capsule Hotel Asti Dotonbori localizado no centro de Osaka.

Em primeiro lugar, a estadia foi muito barata. Eu e o meu marido pagamos menos de 50 € por uma noite, pelos dois.
Segunda nota, homem e mulher não dormem juntos. A cápsula é feita para caber apenas uma pessoa e cada andar é exclusivo a um sexo. Se fuma, também tem um piso específico para homens fumadores e outro para mulheres fumadoras.

Infelizmente, não pude tirar fotos das zonas comuns. Então, descreverei todas as etapas. Atente:

  • Após chegar a Osaka, dirigimo-nos para o hotel cápsula que fica perto da estação Namba.
  • Uma vez lá, a rececionista deu-nos, a cada um, uma pulseira que continha uma chave, um chip e um número. Neste momento, pagamos a nossa estadia. (Ofereceu-nos ainda uma garrafa de água e uns doces para o ‘pequeno-almoço’).
  • O chip da bracelete possibilitava a abertura da primeira porta para a zona comum, e da porta do andar do sexo masculina ou feminino.
    Após passarmos a 1ª porta,  o meu marido retirou os sapatos e colocou-os num dos cacifos de sapatos localizados nesta zona, e calçou os chinelos.  Este foi o momento de dizer ‘até amanhã!’ 😦
    O andar das mulheres não fumadoras é o mesmo da receção.
  • Seguidamente, abri a porta do andar das ‘mulheres’ e encontrei a divisão feminina dos cacifos para sapatos. Aqui deixei os meus.
  • Continuei, e abri outra porta que me deu acesso à area dos cacifos. O meu cacifo ( de número igual ao da minha pulseira) continha uma toalha, uma escova de dentes e um pijama. Guardei a minha bagagem aqui e a minha roupa (Mude de roupa na casa de banho, aqui existem câmaras).
  • Posteriormente, cruzei outra porta e deparei-me com as cápsulas! 🙂
    Era um sistema com dois níveis de cápsulas numeradas, e a minha era no topo
     (e não no chão!). Subi umas escadas e encontrei uma cápsula com 2 metros de comprimentos e ~ 1 metro de largura. Era realmente grande!  (O número da cápsula é o mesmo que o da sua pulseira).
    Possuía um bom colchão, lençois suaves, almofada confortável, wifi portátil para uso no exterior, um carregador de telemóvel com várias entradas, uma porta USB, uma televisão, um relógio despertador, uma ventoinha para ajustar a temperatura da cápsula e ainda luzes de cabeceira! Fantástico!
    A cápsula não possuía uma porta mas uma curtina, o que preventia alguns síntomas de clastrofobia 🙂 Porém, encerrava por completo e dormi totalmente no escuro.
  • Após verificar todas as características da cápsula, e passando o corredor das cápsulas, cruzei a porta da casa de banho. Aqui, encontrei cabines com duches individuais e um espaço para trocar de roupa, WCs, lavatórios, cada um com um secador, e muitos e bons produtos de higiene e beleza da conhecida marca Japonesa Shiseido.  Perfeito!
    E, numa esquina, ainda tinham um computador e uma impressora!! 

Últimas notas:
O local tem wifi gratuito.
A receção providência auriculares, os quais recomendo usar durante o seu descanso.
Nunca deixe os seus bens na cápsula quando está ausente, mas sim nos cacifos.

Em suma, foi uma experiência única e a fazer aquando de uma visita ao Japão.
Dormi estupendamente, melhor que na minha estadia em Quioto. 😉
Recomendo, plenamente!

 

Carina visited Osaka, Japan, in December 2017 and this is just her opinion.
Carina visitou Osaka, Japão,em Dezembro de 2017, e esta é, apenas, a sua opinião.

Advertisements

Leave a comment | Deixe o seu comentário

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.